domingo, 7 de fevereiro de 2010

Parque Lina e Paulo Raia

Apesar do nome grande, o parque é pequenininho, e muito tranquilo!
Fica quase escondido atrás dos prédios do Itaú, na estação do Metrô Conceição.
Conta com playgrounds, pista de caminhada, paraciclos, área de estar, sanitários, bebedouros. Dentro do parque funciona a Escola Municipal de Iniciação Artística (EMIA). Uma boa opção para os moradores da região que querem descansar no fim de semana, ou levar as crianças para passear. Não é permitida a entrada de motos, bicicletas ou cães soltos.

Veja mais fotos no flickr.

Rua Volkswagen s/n - Jabaquara. Metrô Conceição

Funcionamento: das 7h às 18h

Tel: (11) 5017-6522




Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

7 comentários:

Naiara Alves disse...

Interessantíssimo esse blog. Parabéns! De real utilidade pública.
Gostei mesmo.
=)

Vc curte rock? disse...

Em Pedreira também existe um parque bem pequenininho. Não curto lugares muito granades e muito tumultuado.

Esse parque deve ser bem gostoso pra dar uns amassos. (muito bom!)

fabis disse...

valeu pela dica parece ser um bom lugar para levar as crianças e parabens pelo blog



http://afffveioo.blogspot.com/

Straight Edge Hardcore disse...

Muito interessante, parabens!!!

Digho disse...

Me encantei pelo Parque, pena que não moro em SP.As fotos das trilhas me fez querer ir caminhar no parque de minha cidade.Parabéns pelo trabalho.Sucesso!!

Leandro disse...

Muito bom o blog, parabéns, da uma olhada no meu e comente
http://www.leandronarciso.blogspot.com/

Graciela Botella disse...

Oi, eu conheço bem o parque, pois fui moradora da região de 1979 a 1988, quando me mudei. O parque antes se chamava Parque Conceição, ou assim o conhecíamos, eu levava meus filhos pequenos sempre para brincar lá. Todo o espaço hoje ocupado pelo Itaú era do parque. Um belo (belo?) dia, chegamos com as crianças e estava cheio de tapumes que separavam a parte mais próxima da Av. Conceição com os dizeres: "desculpe o transtorno, estamos trabalhando para melhorar" ou algo assim. Imaginei que construiríam o novo parquinho, pois é o que lá havia, gangorras, balanços e tals. O resto da história já conhecem, virou praça do Itaú. Até hoje nunca soube como a propriedade pública virou privada (literalmente). Adoro o parque, mas ainda me indigno pela perda.

Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML